A Função Socializadora da Escola

Na área da educação/formação, a escola surge como tendo uma importante função social, devendo, entre outros, os seus objectivos estarem direccionados para o desenvolvimento das competências sociais e do compromisso dos alunos com a construção de relações solidárias, tanto no ambiente escolar como nas suas comunidades.

images[1]

Essa construção solidária, de cooperação só pode ser desenvolvida se, no interior da turma, da sala de aula e na escola, houver um empenhamento de todos na construção de um ambiente de aprendizagem no qual as diferenças entre os diferentes participantes sejam respeitadas, ao mesmo tempo que sirvam de estímulos desafiadores para a aquisição de novas e diferentes dimensões do conhecimento, inclusive para o repto de apoiar um colega na sua aprendizagem.

Trata-se de educar para a autonomia, para a cooperação e para a aprendizagem da descentração da sua própria individualidade.

Sabemos com Piaget que existem dois tipos de relações sociais: uma em que a autoridade de um sujeito exerce coacção sobre um outro o que corresponde à heteronomia, outra em que predomina o respeito mútuo e a cooperação e que se designa por uma capacidade de juízo moral autónoma.

A autonomia moral é construída na prática quotidiana da cooperação, em que os sujeitos intervenientes interagem, trocam pontos de vista e defendem a reciprocidade como um valor a salvaguardar na relação e interacção com o outro. A cooperação e a autonomia ganham espaço e poder à medida que a subordinação de um sujeito a outro cede terreno.

O tema das relações, da moral, da cooperação e da autonomia exigem uma reflexão constante no espaço escolar. Professores e psicólogos deverão contribuir, de forma empenhada e decisiva na construção de uma autonomia progressiva, já que a hipótese de que, sozinhos, os alunos adquirem a sua própria autonomia está definitivamente refutada quer pelos dados empíricos, quer pela investigação.

Anúncios

One thought on “A Função Socializadora da Escola

  1. emiele

    Muito importante este tema. Para mim creio que cada vez mais a questão da autonomia deve ser motivo de reflexão. Se no ambiente familiar já se detectam situações quase alarmantes, crianças ou jovens que oscilam entre uma completa falta de autonomia dependendo dos outros para tudo ou um ‘excesso’ estando positivamente abandonados aos seus recursos, é vital que na escola se possam alicerçar as bases da autonomia.

    Responder

Deixar um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s