A depressão infantil: Sintomas, Causas, Diagnostico e Tratamento

images 5

Conceções erradas sobre a depressão infantil
Uma das respostas mais comuns sobre a depressão diz respeito à ausência de motivos para que as crianças se deprimam; ouve-se frequentemente dizer “não há motivos para estar depressivo?” Esta declaração revela dois grandes equívocos. Um é a falta de conhecimento sobre a depressão clínica. Com efeito, a depressão não se irmana à tristeza ou a um estado de mal estar psicológico que todos temos de vez em quando. A depressão clínica pode assemelhar-se a estas situações, mas é muito mais difundida, duradoura e tem, em alguns casos, risco de vida. A depressão não é necessariamente causada por um evento ou por alterações na vida de uma criança.
O outro equívoco é que a infância é um período sem preocupações e sem problemas. Quantas pessoas podem dizer que as crianças não se preocupam, por exemplo com a aceitação pelos pares, as notas ou as expectativas dos pais? Os adultos, muitas vezes, esquecem que as crianças são impotentes e não têm controlo sobre suas próprias vidas. Isto pode ser um estado assustador e frustrante para viver o dia a dia.
O diagnóstico
Tal como acontece com o adulto, o diagnóstico de depressão em crianças não é tão claro como para outras doenças. Não há nenhum teste que possa identificar a depressão e , muito menos identificar as causas.
Sabemos que certas crianças têm fatores de risco que predispõem à depressão ou podem “acionar” a depressão. Entre estes, estão a história familiar de doença mental ou suicídio, abuso (físico, emocional ou sexual), doença crónica e a perda de um pai em idade precoce, morte, divórcio ou abandono. No entanto, algumas crianças apresentam sintomas depressivos em idade precoce, antes da maioria destes fatores entrarem em jogo. Nestes casos não havendo justificação para a depressão, pode pensar-se que a sua origem e natureza é bioquímica. A depressão de cada criança é individual, e as causas são diferentes para cada caso. A depressão pode ser devida a factores químicos, a fatores psicológicos, ou a uma combinação dos dois. O mais importante é identificar a doença e tratá-la.

images4

Sintomas da depressão nas crianças
•Persistente tristeza e/ou irritabilidade.
• Baixo auto-estima ou sentimentos ou inutilidade. Uma criança pode fazer tais afirmações como, “Eu sou mau. Eu sou estúpido. Ninguém gosta de mim”.
• Falta de interesse em atividades anteriormente apreciadas.
•Aumento ou diminuição do apetite.
• Alteração dos padrões de sono (aumento ou diminuição).
•Dificuldade em se manter concentrado.
•Dores de cabeça
•Irritação e raiva, dores de estômago ou outras dores físicas que parecem não ter nenhuma causa fisiológica.
• Mudança do ritmo nas diversas actividades. A criança torna-se mais letárgica ou mais hiperativa.
•Recorrentes pensamentos de morte ou suicídio.
Qualquer mudança no comportamento de uma criança em que não se identifica nenhuma causa externa ou física deve ser objecto de uma atenção especial. Um mau humor que resulte de uma perda (morte de um ente querido, mover, mudar de escola), que dure mais de algumas semanas deve ser considerado como possível depressão.
Se a criança tem transtorno bipolar, também conhecido como psicose maníaco-depressiva, estes sintomas podem estar presentes:
•Alterações rápidas de humor.
•Períodos de extrema e prolongada hiperactividade.
• Temperamento explosivo, birras ou raivas.
• Ideias exageradas sobre si próprio ou sobre as suas capacidades.
O Transtorno Bipolar é frequentemente mal diagnosticado como défice de atenção com hiperatividade (ADHD), transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), transtorno desafiador com oposição ou transtorno de conduta.
Alterações relacionadas com a depressão
A depressão, muitas vezes está associada a outras doenças mentais ou transtornos como défice de atenção e, especialmente em raparigas adolescentes, distúrbios alimentares e automutilação. Se algumas dessas condições estão presentes, as crianças devem ser tratadas
O tratamento
Uma vez que uma criança foi diagnosticada com depressão, a psicoterapia e a medicação podem ser opções válidas. Cada vez mais, os médicos estão conscientes que os desequilíbrios químicos são frequentemente responsáveis pela doença mental, mas ao mesmo tempo, a importância da psicoterapia tem que ser considerada. Se a depressão infantil tem a sua origem total ou parcial em fatores psicológicos, a medicação pode aliviar a depressão, mas a causa subjacente não será “curada” apenas por medicação. A terapia pode ajudar a criança a lidar com o seu passado, de uma forma saudável e também a aprender formas de gerir o difícil processo de crescimento.
A medicação antidepressiva para crianças é um tema controverso. Não existem estudos a longo prazo que mostrem qual o impacto que este medicamento pode ter no desenvolvimento da criança. A maioria dos profissionais deverá recomendar um tratamento psicoterapêutico como uma primeira linha de defesa numa criança com depressão, exceto em casos em que a criança é gravemente deprimida ou tem ideias suicidas.
Devemos ter em mente que a depressão terá efeitos negativos a longo prazo nas crianças e nas suas famílias. Os pais devem educar-se tanto quanto possível a fim de tomar uma decisão informada.

Anúncios

One thought on “A depressão infantil: Sintomas, Causas, Diagnostico e Tratamento

  1. Janete

    Olá…. Gostaria de saber se meu filho de nove anos está com depressão. A escola pra ele desde o pré sempre foi uma tortura… Ele fala que não gosta de ir à escola. Que eu saiba nunca houve nada lá que o fizesse se sentir assim. Mais ele chora muito na hora de ir , sente enjôo , dores abdominais , nao come nada pra ir pra escola, já foi diagnosticado pela gastro pediatra uma colite, e eu já não sei como fazer para ele ir é o primeiro da sala e ainda fica atrasado nas tarefas…

    Responder

Deixar um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s