O JOGO E O BRINCAR

 

images (1)

Piaget, Vigotsky, Bruner, entre outros, afirmam que o jogo é fundamental para o desenvolvimento físico, cognitivo, linguístico, emocional/afectivo e social.
Brincar é uma actividade importante e séria para as crianças de todas as idades. É a brincar que crianças crescem e aprendem, experimentam e praticam futuras competências, estimulam os sentidos, a coordenar o que vêem com o que fazem, aprendem a usar e a desenvolver os músculos e a ganhar domínio sobre os seus corpos. Descobrem coisas acerca do mundo e acerca delas próprias. Adquirem novas competências. Tornam-se mais hábeis no uso da linguagem, experimentam diferentes papéis e, ao reconstruírem as situações da vida real, lidam com emoções complexas.
Jogar significa construir, desenvolver e realizar.
A jogar e a brincar, a criança representa e comunica, alimenta o imaginário, a fantasia e a criatividade; mas, e não menos importante, desenvlve a personalidade (predisposições do indivíduo dos seus traços característicos, motivações, valores e modos de ajustamento ao ambiente), através da participação no mundo cultural e e em experiências e trocas com os outros.
O jogo é a primeira fonte do desenvolvimento da linguagem e da representação simbólica, ajudando a criança a separar significados de objectos e acções; é promotor do desenvolvimento cognitivo; é facilitador da criatividade e da flexibilidade do pensamento; é um instrumento importante para a aquisição da capacidade de resolver problemas. É, também, um meio de socialização que prepara a criança para descobrir e conquistar o seu lugar na sociedade; permite, ainda, descobrir novos comportamentos; consolidar e fortalecer novas capacidades aprendidas.

O empenhamento no jogo e os níveis de complexidade neles envolvidos alteram e provocam mudanças na complexidade das operações mentais e, consequentemente, no desenvolvimento cognitivo, No jogo e pelo jogo, a criança aprende a estruturar a linguagem, isto é, brinca com verbalizações e, ao fazê-lo, generaliza e adquire novas formas linguísticas.

Ao jogar, a criança experimenta, descobre, inventa, aprende, negoceia e, sobretudo, estimula a curiosidade, a auto-confiança e a autonomia. Aprende a conviver em grupo e a lidar com frustrações quando não ganha o jogo, quando compreende que a sua verdade não é a única, apura a concentração e a atenção sobre tudo o que se está a passar à sua volta. Brincar e jogar num grupo de pares sem a presença do adulto promove a autonomia e é um instrumento importante para entender que pode e é competente para realizar muitas coisas sem a presença do adulto.

Estimular o jogo e o brincar
– Deixar a criança explorar livremente o brinquedo;
– Sugerir e estimular, sem impor nenhuma forma de proceder;
– Participar, ouvindo, motivando a fala, o pensamento e a criatividade;
– Incentivar a criança a pensar de forma independente, fornecendo-lhe opções e permitindo-lhe fazer escolhas;
– Proporcionar oportunidades de utilização das capacidades de linguagem e ajudá-la a enriquecer o vocabulário;
– Proporcionar tempo e espaço adequado para brincar;
– Disponibilizar diversidade de materiais, experiências e interacções sociais;
– Ler e contar histórias, conversar com a criança e ouvir o que ela tem para dizer;
– Mostrar à criança que o jogo, o movimento, o desenho ou até a leitura, podem ser tão ou mais divertidos que a televisão ou o “Game Boy“;
– Encorajar a cooperação, a partilha e a ter prazer na companhia dos amigos.

E não esqueça: brincar com os seus filhos é dar-lhes atenção, ensinamentos e desenvolver a capacidade para imitar. Imitar é uma das estratégias que o ser humano utiliza para aprender.

 

Anúncios

One thought on “O JOGO E O BRINCAR

  1. emiele

    Bom post!
    Brincar é um dos »Direitos da Criança» 🙂 não esquecer.
    Sabemos que é assim que aprende, a brincar. Até os animais…
    E que nem sempre é preciso dinheiro (pelo menos muito dinheiro) para uma boa brincadeira… É verdade que há hoje em dia brinquedos engraçadíssimos, de materiais excelentes, cores fabulosas, mas nem sempre ter um quarto atulhado de brinquedos é bom sinal. Brincar ao ar livre, ter um grupo de amigos que o ensine a socializar-se, muitas vezes é o mais importante para uma criança. Importante o «imitar», afinal no brincar ao faz-de-conta é que ensaiamos a vida a sério 😀

    Responder

Deixar um comentário.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s